Retrospectiva de 2015

O ano passou rápido…  acho que isso acontece depois dos trinta. Ou dos quarenta. Ou terá sido depois dos cinquenta?  Não sei…

O fato é que o ano que demorava “um século” para passar quando eu era criança e esperava o Papai Noel,  agora passa como um flash. Assim: “ploct”, “pluft”.   Acabou! 🙂

Então o jeito é correr junto com o tempo e aproveitar muito, aproveitar tudo, não perder um segundo sequer.

Foi um ano ótimo, só tenho o que agradecer. O joelho detonado no ano anterior num acidente de esqui, comportou-se bastante bem e apesar de uma dor ou outra, um inchaço ou outro e muita seção chatinha na fisioterapia, não posso me queixar.  Embora não tenha esquiado em 2015 e nem planeje esquiar em 2016.

Agora não sou mais uma “mulher das neves”.  Agora estou tentando virar um a”mulher das águas”… o que é sempre difícil pois sou “A” medrosa (com “a” maiúsculo).

Fizemos maravilhosas viagens, e aqui  está um resumo delas.

Detalhes para quem se interessar por alguns destinos podem ser lidos aqui no Blog, basta usar o campo de busca,  ou a barra horizontal na seção “travel”.

A maioria dos posts foi escrita em inglês, mas pode ser facilmente traduzida com o tradutor do google ou ainda, enviando-me uma pergunta específica sobre algum lugar e terei prazer em responder.

Janeiro de 2015:  

Saímos daqui de Vancouver com destino a Cingapura. Nosso voo fez escala em Tokyo. Ficamos encantados com o serviço de bordo da JAL.

Ficamos 3 dias en Cingapura num hotel moderníssimo e super confortável. Fizemos diversos passeios nessa cidade moderníssima, extremamente limpa e muito segura.

Em 18 de Janeiro embarcamos no navio Millennium da Celebrity Cuise Lines. Ficamos numa cabine muito confortável, com uma varanda grande, localizada no nono andar.  Aproveitamos o espaço generoso da cabine para relaxar nas espreguiçadeiras e curtir o visual.

O navio passou a primeira noite ainda ancorado no porto de Cingapura, o que foi ótimo pois participamos de uma excursão muito interessante que incluiu a roda gigante, o “Gardens by the Bay” e ainda um passeio de barco a partir do Clark Quai. Você pode ler mais detalhes e ver algumas fotos clicando aqui.

Em 22 de Janeiro chegamos em Bali, na Indonésia, onde eu já havia reservado um carro com motorista, pois assim poderíamos desfrutar a ilha do nosso jeito e no nosso horário, sem ter a presença de outros turistas num ônibus de excursão.

23 de Janeiro o navio permaneceu em Bali e novamente tivemos o mesmo motorista a nossa disposição durante o dia inteiro.

24 de Janeiro passamos quase o dia inteiro em Bali e à tardinha o navio partiu em direção à Ilha de Komodo, onde estivemos pertinho dos famosos (e mal encarados) dragões.

Em 28 de janeiro o navio cruzou a linha do Equador, e por isso os recebemos um “Diploma” da companhia de navegação. Estávamos navegando em direção à Tailândia.

Chegamos em Phuket em 29 de Janeiro e fizemos uma excursão muito interessante, uma parte de ônibus e outra de barco, e vimos a ilha onde foi filmado James Bond.

No dia seguinte, 30 de janeiro, já estávamos em Penang, na Malásia. Visitamos a montanha e também um maravilhosos templo budista.

Em 31 de Janeiro passamos o dia em Kuala Lampur, também na Malásia e pudemos ver as torres altíssimas que são o cartão postal da cidade.

Fevereiro 1 foi o dia de retorno do navio para o porto de Cingapura.

Passamos mais 3 dias na cidade e visitamos o Jardim Botânico com sua maravilhosa coleção de orquídeas, o zoológico (um dos melhores do mundo), muitos shoppings e restaurantes fantásticos (embora bem caros!).

Fomos ainda à Ilha de Sentosa, que é bastante interessante e onde é necessário ficar praticamente o dia inteiro, para poder  ter tempo de ver todas as atrações. A ilha conta também com um aquário que é moderníssimo e é um dos melhores em que já estivemos.

Em 4 de fevereiro embarcamos de volta ao paraíso…. oops…. Vancouver.

Novamente, num voo maravilhoso e com serviço impecável da Japan Airlines.

As fotos e alguns detalhes desta viagem são encontrados aqui.

Fevereiro de 2015

Aproveitamos muito nossa cidade, onde apesar de ser inverno o tempo bom já era uma constante.  Já podíamos passear de bicicleta à vontade, admirando os botões das flores, pois a primavera já estava batendo na porta, apesar de oficialmente ainda falta mais de um mês para sua chegada.

This slideshow requires JavaScript.

No finalzinho de fevereiro viajamos novamente!  Desta vez aqui mesmo para perto de casa.

Estivemos em Harrison Hot Springs, um resort localizado em frente a um belo lago e que conta com várias piscinas de água quente, natural, pois vêm de uma fonte próxima.   Aproveitamos os três dias em que estivemos lá para ficarmos imersos nas águas termais e também para andar de bicicleta, pois as ruas e trilhas junto aos campos são planas e o visual é impagável de tão bonito!

Você pode ler sobre nosso passeio a Harrison Hot Springs clicando aqui.

Março de 2015

Em março a primavera explode em Vancouver e é uma maldade sair daqui. Tudo é lindo, tudo é florido, tudo é colorido.  Não dá vontade de tirar o pé da rua, só admirando o que a natureza nos oferece de melhor!

Março também é a data da St Patricks Parade.  Uma manifestação alegre, homenageando São Patrício, onde muitos se vestem de verde. Há muita música, muita alegria e confraternização. É momento de alegria também porque os casacos pesados estão  sendo “engavetados” para só voltarem em outubro / novembro.

O final de março é a época do “Cherry Blossom”, o festival das cerejeiras em flor que atrai turistas de todos os cantos do planeta aqui para a nossa cidade.

This slideshow requires JavaScript.

Mas… apesar da cidade estar linda e tudo mais, eu creio que tenho rodinhas ao invés de pés, então lá fomos nós viajar novamente!  Fomos conhecer Portland, no estado americano do Oregon.  Muito perto daqui, a viagem demora pouco e é super agradável.

Passamos quatro dias em Portland e nos divertimos muito pois a cidade é realmente uma graça, embora a quantidade de mendigos tenha me causado espanto. São muitos, muitos mesmo.  Mas eles ficam “na deles” e em nenhum momento nos sentimos ameaçados.

A cidade é arquitetonicamente muito bem preservada e os passeios são sempre muito agradáveis. Come-se muito bem e os preços são bem menores do que aqui em Vancouver.

Um dos passeios muito interessante que fizemos lá foi uma scenic drive onde visitamos várias cachoeiras, fizemos a volta (de carro) no famoso Monte Hood (um vulcão extinto).

No último dia em que estávamos em Portland visitamos o Mount Washington e o famoso Rose Garden.

Ainda não era época das rosas mas mesmo assim o parque é maravilhoso e deve fazer parte da lista de atrações de qualquer pessoa visitando Portland.

A cidade é ainda conhecida por suas breweries (cervejarias) e tivemos ótimos momentos visitando e bebendo as cervejas artesanais.

Se você quiser saber mais sobre nossa viagem a Portland e ver algumas fotos que tiramos lá, clique aqui 

O retorno de Portland para Vancouver contou ainda com uma atração à mais! Paramos na minúscula cidade de Skagit, que dedica-se exclusivamente à plantação de tulipas.  São quilômetros e quilômetro totalmente plantados e pode-se andar pelos campos para admirar, tirar fotos ou comprar nas lojinhas das fazendas.  Um programa absolutamente imperdível para quem estiver visitando a região nessa época do ano (última semana de março). Se você quiser ver algumas fotos que fiz das tulipas clique aqui.

Abril de 2015

Mês com temperaturas agradabilíssimas, flores em todos os lugares possíveis e imagináveis. Fizemos muitos passeios locais, como a White Pine Beach, e outros lagos próximos aqui de casa.

This slideshow requires JavaScript.

Maio de 2015

Não viajamos porque Vancouver em maio transborda de beleza. Céu azul profundo, temperaturas agradáveis, pouquíssimos dias de chuva e muitas trilhas e parques bem aqui pertinho onde podemos aproveitar cada segundo!

Junho de 2015

Lá fomos nós de novo!

Embarcamos para Split na Croácia, onde ficamos três dias antes de embarcar num cruzeiro num iate de apenas 30 passageiros.

Muito melhor do que a experiência em qualquer navio, porque a escala pequena faz você se sentir literalmente “em casa”, sem falar que o barco encosta no cais em todas as cidades, ou seja o processo de embarque / desembarque é simples e eficiente, bem diferente do que acontece nos grandes navios.

Passamos sete dias navegando em direção a Dubrovnik e paramos em Markaska, Brac, Stari Grad, Hvar, Bisevo, Vis, Korcula, Miljet.

Dubrovnik é tudo que falam e mais um pouquinho. Uma maravilha!

Após o cruzeiro nós alugamos um carro e passamos mais três semanas explorando a bela Croácia.

Ficamos alguns dias hospedados em Brela e tomamos muito banho de mar! As águas da Croácia são limpíssimas e é preciso usar sapatos de borracha. Não só porque não há areia ( o chão é todo de pedrinhas), como também há muitos ouriços (aprendi lá que o ouriço só vive em águas muito limpas…. e como a água lá é cristalina…. haja ouriços!!!  rsrsrsrs).

Visitamos ainda Trogir, onde passamos alguns dias, e Skaradin, onde também ficamos alguns dias. Essa última cidade é a favorita do Bill Gates e todos comentam que é comuníssimo ver o próprio ou o mega iate dele ancorado lá.  Quando estivemos lá ele não estava, mas havia muitos iates grandes e luxuosos.

Skaradin é a “porta de entrada” para um dos mais bonitos parques da Croácia, o Krka National Park. Recomendo fazer como nós fizemos: Dedicar um dia inteiro para a visita, pois há muito o que ser admirado. Recomendo ainda fazer o passeio de barco subindo o rio (os bilhetes são comprados no próprio parque) e visitar Visivac e seu famoso mosteiro.

Não só o passeio de barco é maravilhoso (com vistas incríveis que incluem rochas e cachoeiras) mas também a construção e história do Mosteiro valem a pena ser vividas / experimentadas.

Deixando Skaradin, estivemos em Zadar, onde pudemos ouvir o famoso órgão e admirar o por do sol que é tido como o “mais bonito do mundo”.  As construções de Zadar são muito preservadas e o Forum e a Catedral são de cair o queixo de tão belos.

De Zadar  dirigimos para os Plitvice Lakes onde ficamos hospedados no famoso Hotel Jezero, localizado dentro do parque. Super recomendo ficar neste hotel porque o parque recebe milhares e milhares de turistas do mundo inteiro e é super prático não ter que pensar em dirigir ou estacionar ou nada. Bastava andar menos de cinco minutos e já estávamos nas trilhas ao longo das cachoeiras.

Nosso destino seguinte foi a Ilha de Krk. Ficamos quatro dias num hotel delicioso, com ótima piscina e uma praia muito bonita.  Passeamos muito nas ruas medievais da cidade e aproveitamos para fazer este local como “base” para explorarmos outras cidades próximas como Vrbnik.

Nossa última parada na Croácia foi na capital Zagreb. Encontramos uma cidade muito bem preservada, com construções interessantíssimas, povo muito simpático e com comida igual à de toda a Croácia:  Fantástica e com preços absurdamente ótimos!

Foi a primeira vez em que estivemos na Croácia e depois de um mês passeando muito por lá posso afirmar que é  um destino daqueles que  “vale a pena ver de novo”. Adoramos cada segundo!

Você poderá ler o post que fiz sobre nossa viagem à Croácia clicando aqui.

Julho de 2015

Viajamos logo no início do mês (9 de julho) mas foi um “bate e volta”, como se diz na gíria.  Saímos pela manhã e fomos nos Estados Unidos, aqui pertinho, no estado de Washington para um passeio de barco para olhar as baleias.

Vimos na televisão que um grupo de baleias Orca estava se deslocando pela costa, então fomos lá para poder ver.  Demos MUITA sorte pois vimos várias baleias, incluindo as baleias bebês que haviam nascido dois meses antes.

baleia-1

Foi um programão, apesar de ter sido uma viagem de ir – ver – voltar.  Vantagem de morar pertinho da fronteira….  Se quiser ler a aventura completa do passeio para olhar as baleias e fotos  clique aqui .

Ainda no mês de julho, viajamos novamente mas aqui mesmo para o Canadá.  Fomos para uma das nossas cidades favoritas _ Tofino onde passeamos muito de bicicleta (até na areia a gente andou!), fizemos várias trilhas pelas florestas e comemos maravilhosamente bem! como se come bem em Tofino! Só de lembrar já fico salivando! :).  Nossas aventuras desta vez em que estivemos em Tofino podem ser lidas clicando aqui.

Julho é verão total aqui em Vancouver então no restante do tempo estivemos por aqui, curtindo muito nossas bicicletas e a piscina pública cujo acesso custa apenas 5 dólares e é um milhão de vezes melhor do que a piscina do Jockey Club do Rio (cuja taxa de manutenção mensal não era nem um pouquinho barata por sinal…)

This slideshow requires JavaScript.

Em julho temos também a competição de fogos de artifício aqui na cidade. São três dias de competição e nós curtimos ir para a praia, sentar na areia (ou na grama, dependendo do que estiver disponível) e assistir a 30 minutos de queima de fogos que são sincronizados por música (um aplicativo instalado no iPhone possibilita que ouçamos a música que acompanha o espetáculo pirotécnico).

This slideshow requires JavaScript.

Agosto de 2015

Agosto… que delícia de agosto!  Passamos uma semana no Havaí numa ilha que ainda não conhecíamos: Kauai.

Adoramos, adoramos, adoramos e creio que Kauai passou a ser nossa ilha favorita, seguida por Maui e por Oahu.   A “Big Island” nós ainda não conhecemos, quando formos lá vai ser possível comparar melhor.

Uma das coisas mais legais que fizemos em Kauai (além de ir à praia e as praias são   m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a-s   foi um passeio de helicóptero! Uau!!! Imperdível!!!  Sobrevoamos a Napali Coast e o Waimea Canyon e esse foi um dos melhores passeios da nossa vida de “viajantes profissionais”.

Ainda em Kauai também dirigimos para o interior do Waimea Canyon (o mesmo que já tínhamos visto lá do alto), conhecemos praias desertas, plantações de café e tomamos muito “shave ice”, o popular sorvete das ilhas havaianas.

Visitamos ainda uma reserva natural de pássaros e ficamos encantados de ver como são colocados os ninhos (em pequenos buracos na terra, entre os arbustos).

Neste post  você pode ver nossas aventuras em Kauai e algumas fotos também.

Setembro de 2015

Viajamos para um local bem perto aqui de casa: Fomos passar o dia em Squamish, uma cidadezinha localizada a apenas meia hora daqui mas que tem muito charme.

Era época de desova dos salmões, então é um verdadeiro espetáculo da natureza assistir aos salmões subindo o rio para desovar e eles morrem logo depois. Nessa época os ursos estão sempre por perto, pois o salmão é um dos “petiscos” favoritos deles.

Vimos um urso muito fofo e deixamos de ter um “encontro inesperado e talvez complicado” numa trilha estreita por onde estávamos andando porque uma senhora que veio na direção oposta nos alertou que ela tinha acabado de ver um urso na trilha então nós…. fizemos meia volta e fomos para outras trilhas mais largas, onde seria mais fácil (será??) para fugir.

Você pode ler sobre esse delicioso dia que passamos em Squamish clicando aqui.

Setembro foi ainda o mês em que fiz aniversário, celebrando com alguns amigos e foi ainda o mês que admiramos o maravilhoso eclipse da lua.  Foi LINDO e as fotos não fazem justiça à beleza que foi o fenômeno!

eclipse-1

No último dia de setembro viajamos em direção ao maravilhoso Vale do Okanagan, a região produtora de vinhos aqui da British Columbia.

Outubro de 2015

O mês começou com nossa visita a um dos nossos locais favoritos! As vinícolas da região do Okanagan! Cada uma mais bonita do que a outra e com vinhos de excelente qualidade!

Aproveitamos também para fazer um passeio que foi novidade para nós: Pedalar por uma antigo caminho de trem. A ferrovia foi desativada e hoje é um passeio de 23 km (ida e volta) super cênico e altamente recomendável para todos que visitarem a região! Chama-se  Kettle Valley Railway.

Passamos quatro dias em Kelowna e o tempo, como sempre voou.  Você poderá ver as fotos das vinícolas e do nosso maravilhoso passeio de bicicleta clicando aqui.

A estrada é belíssima e muito bem conservada e as quatro horas de viagem passam sem que sintamos nenhum cansaço!

No finalzinho de outubro (24 de outubro), lá fomos nós outra vez!

Voamos para Papeete na Polinésia Francesa e de lá do aeroporto pegamos um taxi para a estação de ferry e fomos de ferry para Moorea, a ilha mais bonita do arquipélago, em minha opinião.

Passamos cinco dias num hotel fantástico, bangalô sobre a água e passeios com muita adrenalina, tanto os de jipe com tração 4x 4 como também em veleiro, onde fomos num banco de areia mergulhar com tubarões.

Passamos ainda uma manhã num local chamado “Lagoonarium” onde vimos as arraias sendo alimentadas e onde fiz um filminho amador mostrando a “intimidade” dos cachorros da pequena ilha com as arraias.  O filme pode ser visto clicando aqui.

Depois de cinco dias com vida de reis em Moorea voltamos de ferry para Pappete onde embarcamos num cruzeiro com a companhia Windstar. Nosso iate era o Wind Spirit e achamos excelente pois são apenas 100 passageiros e 100 tripulantes, ou seja… os passageiros são super bem servidos a qualquer hora do dia ou da noite.

O roteiro foi excelente, com um dia em Moorea (que nós já conhecíamos bem então aproveitamos para ficar no barco curtindo a piscina e os drinks). Gostamos muito da experiência de cruzeiro em iate (comparado com grandes navios) e escrevi um post comparando os mesmos _ com fotos das respectivas viagens. Você poderia ler o post clicando aqui.

Depois passamos pelo menos um dia em cada uma das seguintes ilhas: Taha, Raiatea (onde fizemos um passeio pelo único rio navegável da Polinésia Francesa), Bora Bora (onde ficamos dois dias), Motu Tapu (onde tivemos uma festa particular, apenas para os passageiros do Wind Star) e Huahine (onde alugamos um barco a motor e visitamos uma fazenda de pérolas e praias paradisíacas).

This slideshow requires JavaScript.

Novembro de 2015

Nosso cruzeiro terminou em Papeete (em 6 de novembro) e nós ficamos dois dias lá. Não por “vontade própria” porque Papeete não tem praticamente nada para ver / fazer já que o bom mesmo são as ilhas e nós já tínhamos visitado todas as mais importantes.

A razão de permanecermos em Papeete dois dias foi por conta da disponibilidade de voos aqui para Vancouver.

Ficamos no Intercontinental Papeete, que é bem localizado (perto do aeroporto)  e tem ótima comida e um show polinésio excelente. Os preços são exagerados, por exemplo  uma simples margarita custava 20 dólares mas não há muito o que escolher pois não quisemos alugar carro jia que o transito na ilha me pareceu bastante confuso. Então… ficamos mesmo à mercê dos preços do hotel…

A volta para Vancouver seria muito cansativa pois a diferença de horário dos voos era muito grande para aguardarmos no aeroporto. Optamos por pernoitar em Los Angeles no Marriott Residence Inn localizado na área do aeroporto e que tem uma cervejaria / pizzaria fantásticas bem ao lado…. o que foi muito prático para dois viajantes cansados e esfomeados!

No final de novembro tivemos familiares queridos nos visitando e fomos passar o dia em Squamish, parando no caminho para visitar as Shannon Falls.

shanon-1

Ainda em novembro levamos nossos hóspedes para visitar o George C. Reifel Migratory Bird Sanctuary, uma reserva de proteção da fauna localizada na cidade de Langley, que fica distante cerca de 40 minutos aqui de casa.

This slideshow requires JavaScript.

Dezembro de 2015

Fomos passar o dia em Whistler e retornamos no mesmo dia. Foi uma delícia passear pela “Valley Trail”,  com a trilha coberta de neve _ uma trilha onde verão adoramos pedalar!

Passeamos muito na cidade, almoçamos muito bem e voltamos para casa no final da tarde, admirando um belo por do sol!

This slideshow requires JavaScript.

E assim acabou o ano, com muitos lugares novos sendo desbravados e retorno a outros que já conhecemos e que gostamos muito.

Que venha 2016!  Parando agora de escrever porque preciso correr para fazer as malas!!! Lá vamos nós…. de novo!!!  🙂

 

Advertisements

About CeciliArchitect

World Traveler ~ Photographer ~ Social Media Specialist ~ Tourism Vancouver Certified Specialist ~ Independent Tour Manager and Events Coordinator ~ Blogger ~ Architect & Interior Designer (in my previous life)
This entry was posted in Posts em Português, Travel and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s