Visitando Kyoto

Kyoto

Depois de passar dias maravilhosos visitando Tóquio e Nikko, pegamos o trem bala e fomos para Kyoto.

Ida para Kyoto-1

Trem bala par air para Kyoto

A viagem demora cerca de duas horas e meia e conta com o bônus de podermos ver o Monte Fuji durante o percurso. Quando estiver indo de Tóquio para Kyoto, o Monte Fuji estará à sua direita, então tente programar isso no momento de reservar seus assentos no trem.

Dizem que é muito difícil conseguir ver o Monte Fuji porque ele fica “permanentemente encoberto”.  Demos então muita sorte, porque conseguimos vê-lo claramente, tanto na ida quanto na volta.

Ida para Kyoto-2

Monte Fuji no caminho para Kyoto

Kyoto foi a capital do Japão durante mais de mil anos e serviu como residência para a família real desde o ano de 794 até 1868.

Kyoto foi parcialmente destruída várias vezes, por incêndios e guerras.  Devido à sua importância histórica, a cidade foi poupada dos bombardeios durante a segunda guerra mundial.

Há dezenas (centenas?) de templos e santuários datando da época em que Kyoto era a capital do Japão.

Chegada:

Estação de Trem

A estação de trem é super moderna e dependendo de onde for seu hotel, poderá ir até ele à pé ou de metrô. Novamente, evite pegar taxis pois a rede de metrô embora tendo apenas duas linhas, atende perfeitamente bem à toda região central, onde estão localizados a maioria dos hotéis e pensões.

Chegada em  Kyoto-1

Chegada em Kyoto. Às vezes complica…  virar à “direita” ou seguir “em frente”? Sei lá…

Chegada em  Kyoto-3

Hotel

Ficamos hospedados no Park Royal Kyoto e adoramos! O hotel é super moderno, com a melhor localização possível e tem um café da manhã espetacular.

Hall de entrada do hotel. Achei essa escultura o máximo! O detalhe é o bouquet de flores “escondido”  a gente só consegue ver no momento de pegar o elevador para o quarto.

Quarto e café da manhã

Quando fizer suas reservas, preste atenção para ser “exatamente este” hotel, porque tem um outro hotel com nome bastante parecido (o outro tem a palavra “spa” no nome,  e não é tão bonito e tão bem localizado quanto esse).

Se você quiser “garantir bem garantido” que está no hotel certo,  o endereço é este: Kawaramachi Higashi-iru,Sanjo-dori,Nakagyo-ku,Kyoto

Restaurantes

Kyoto é um lugar onde se come extremamente bem. Tem uma culinária bem particular, não são comuns os pratos se sashimi e sushi como temos em Tokyo. A cozinha “gyoza” é popular e o melhor restaurante de “gyoza” de todo o Japão está lá. Fomos (e adoramos) mas vá preparado para enfrentar uma fila de quase duas horas.  O restaurante é pequeno e depois que conseguimos uma mesa, a comida é tão boa que fica-se pedindo mais e mais e mais e daí a demora em vagar um lugar! 🙂

Chao Chao, best Gyoza in Japan

Kyoto tem uma ruazinha chamada “Pontocho” com uma infinidade de restaurantes e lojinhas charmosas. À noite há um enorme burburinho de habitantes locais e turistas,  é comum ver gueixas passeando com seus quimonos maravilhosos.

Kyoto conta ainda com vários restaurantes “upscale”, e entre eles destaco o Sakon. Comemos muito bem lá.

This slideshow requires JavaScript.

Há ainda diversos bares de “tapas”, com atmosfera bem animada e jovem. Claro que aproveitamos muito nesses também! 🙂

Izakaya-1

Num  dos “izakaya”, os populares (e animados) bares de tapas japoneses

Meio de Transporte:

Além do metrô,  há  ônibus modernos ligando todas as principais atracões da cidade. Nosso meio de transporte em Kyoto resumiu-se à bicicleta! 🙂  Nós adoramos pedalar então alugávamos as bicicletas diariamente na hora em que a loja abria e devolvíamos no final da tarde pouco antes da loja fechar. O preço do aluguel de bicicletas é ridiculamente barato: Apenas 1000 Yens (pouco menos de 10 dólares) para cada bicicleta pelo dia inteirinho! Nada mais barato! 🙂

Nosso meio de transporte favorito

Atrações:

Nishiki Market

A entrada principal do popular Nishiki Market fica a menos de dois minutos à pé do hotel. Nada mais conveniente! Neste mercado são encontradas diversas lojinhas de souvenir, e há muitas lojas vendendo produtos da culinária tradicional japonesa (doces, pickles, comida seca, etc). São comuns também as lojas que vendem as famosas facas.

This slideshow requires JavaScript.

Centro da Cidade

A parte “central” é bem plana e o rio Kamogawa divide a cidade em “leste” e “oeste”.  Kyoto é cercada por montanhas ao leste e ao oeste, e como toda cidade que tem montanhas e rio, a orientação fica mito fácil.

Centro de Kyoto C-1.jpg

Torii Gate, que marca a entrada do Santuário Heian

Santuário Heian

Localizado na parte central da cidade, este é um dos mais novos templos da cidade (viu construído em 1895).

Palácio Imperial

O Palácio Imperial de Kyoto serviu como residencia para a família imperial até 1868, quando o imperador e a capital do Japão mudaram-se para Tóquio.

O parque fica numa quadra que tem 1300 metros de comprimento por 700 metros de largura.

This slideshow requires JavaScript.

Palácio Imperial de Kyoto

Castelo Nijo (Nijo Castle)

Foi construído em 1603 como residência  do Tokugawa Ieyasu, o primeiro shogun do período Edo. No final do período Edo foi usado como Palácio Imperial antes de ser doado à cidade e aberto ao público.

O Castelo Nijo passou a ser patrimônio da humanidade em 1994.  É possível alugar um gravador na entrada da visita e ir aprendendo sobre cada parte deste maravilhoso complexo arquitetônico e histórico.

Templo Kiomizudera

Significa “Templo da Água Pura” e é um dos mais celebrados templos do Japão.

Kyomizu Dera we-1Kyomizu Dera we-2

Santuário Fushimi Inari

É um important santuário famoso pelos milhares de portais (as “tori gates”).   Este é o templo mais importante entre todos os existentes no Japão e que são dedicados à Inari _ o Deus do Arroz.

Fushimi Inari Cecilia-1

Sanjusangendo

Este templo budista, localizado na parte leste de Kyoto é um dos que mais me impressionou em toda a minha vida.  É proibido tirar fotografias dentro do templo então, as fotos que você olhar deste templo nunca darão a menor idéia da emoção que você terá ao entrar. Tem que ir para ver.  🙂

A divindade principal do templo é o Kannon de Mil Braços.  O templo contém ainda  mil estátuas em tamanho natural do famoso “Exército de Mil Kannons”. As estátuas foram feitas com cipreste japonês e são recobertas de ouro.

Sanjusangendo-2Sanjusangendo-1

Neste templo comprei três gravuras maravilhosas com caligrafia japonesa. São frases inspiradoras para a nossa vida. Mandei emoldurar e pendurei na minha sala, ficou bem legal! 🙂

Caminho do Filósofo (Philosopher’s Path)

Localizado na parte norte de Kyoto, este local bucólico é muito famoso na época em que as cerejeiras estão em flor. Quando estivemos lá  (início de maio) não haviam mais as flores de cerejeira mas ainda assim era tudo muito bonito e inspirador.

This slideshow requires JavaScript.

Kinkakuji – O Pavilhão de Ouro

É um templo Zen, na parte norte de Kyoto onde os dois andares superiores são inteiramente revestidos em folha de ouro. É uma das construções mais impressionantes que já vi em minha vida. Não há palavras para descrever, e “espetacular” é muito pouco para descrever essa obra prima.

Kinkakuji I-1

Kinkakuji

Kinkakuji F-1.jpg

Templo Ryoanji

Este templo é famoso pelo seu jardim de pedras. Era uma vila de aristocratas durante o período Heian e foi convertida a templo budista em 1450.

O que é mais interessante nesse jardim é que de qualquer angulo que seja visto, o espectador só consegue ver quatorze pedras e o jardim tem quinze. Uma delas fica sempre escondida.

Ryoanji-3

Templo Ninai também chamado Palácio Imperial Omuro

Este é mais um templo que é um património mundial da humanidade. Templo Budista, fundado em 888 teve, durante muitos anos, um dos membros da família real servindo como sacerdote.

O ponto alto é o Goten, a residência do sacerdote chefe, seguido pelo jardim de pedras, o lago e as cerejeiras.

Ninaji-1.jpg

Ninaji-6Ninaji-1

Templo Ginkakuji (Pavilhão de Prata)

É um templo Zen nas montanhas ao leste de Kyoto. Detalhe: Fica nas montanhas mas nós chegamos lá bravamente “pilotando” as nossas bikes! 🙂  Apesar do nome, o pavilhão nunca chegou a ser recoberto com folhas de prata. Dizem que pode ter recebido esse nome para diferencia–a-lo do “Pavilhão de Ouro”.

Além do pavilhão principal (o “Silver Pavilion”), há vários templos e um jardim de pedra que é o mais bonito de todos que já vimos! Chamado “Mar de Areias de Prata” (Sea of Silver Sand”).

Não sei como eles conseguem fazer, mas a areia / pedrinha é colocada às vezes de uma forma que parece com a textura de uma corda. Fantástico mesmo!

Há um caminho pelo bosque (o “moss garden”) e sobe-se uma pequena montanha de onde é possível avistar todo o complexo e ainda ter uma visão panorâmica da cidade de Kyoto ao fundo.

Ginkakuji-1

 

Ginkakuji-4

Ginkakuji-5

Parecem cordas dividindo as diferentes texturas

Ginkakuji-6

Visão panorâmica do jardim de areia e da cidade de Kyoto

Templos em todos os lugares

Além das atrações acima, que são as mais famosas e constam em qualquer guia de viagem, Kyoto tem muito mais para ser visto: A cidade tem inúmeros templos e santuários e qualquer rua em que andamos esbarramos com pelo menos um. Fotografamos vários e alguns estão aí abaixo. Não sabemos os nomes, mas visitamos vários durante nossos deslocamentos por essa cidade indescritível de tão bela.

De Kyoto para Aeroporto Narita, em Tóquio

Após nossa deliciosa estada em Kyoto, pegamos o trem bala para a Estação Tokyo (duas horas e meia de viagem) e de lá o “Narita Express”, o moderníssimo trem que liga a Tokyo Station ao terminal de embarque do aeroporto de Tokyo (uma hora e meia de viagem).

Japan-1

A estação dos trem-bala

Demos sorte novamente e vimos o Monte Fuji reinar absoluto da nossa janela, enquanto viajávamos a mais de 200km/hora!  🙂

Japan-2

Admirando o Monte Fuji da janela do trem

Japan-3

Monte Fuji visto do trem bala

Japan-4

Moderníssimo trem “Narita Express” que liga a estação de Tóquio ao aeroporto Narita

Japan-5

Chegada no aeroporto e prontos para enfrentar 9 horas de voo até San Francisco e mais duas horas até o paraíso…. oops…. Vancouver! 🙂

 

Advertisements

About CeciliArchitect

World Traveler ~ Photographer ~ Social Media Specialist ~ Tourism Vancouver Certified Specialist ~ Independent Tour Manager and Events Coordinator ~ Blogger ~ Architect & Interior Designer (in my previous life)
This entry was posted in Asia, Japan, Kyoto, Posts em Português, Travel, Uncategorized and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s